sábado, 28 de abril de 2012

POST DE SÁBADO - UM DIA FRIO...

...Um bom lugar pra ler um livro e o pensamento lá em você...
É, minha gente, o frio ta chegando... Os dias são mais curtos, escurece rápido... e em um mês e pouco faço 4.2. Mundo ingrato esse.


EDITORIAL


Frio significa nostalgia pra mim. A época que mais gosto é a do fim de ano, Natal e seus preparativos. Época de frio me faz recordar momentos da minha infância, onde eu levantava de madrugada pra ver a feira ser montada na rua de casa... Quando eu ia pegar pão e leite deixados na caixa do relógio de leitura de luz... Quando ia até a padaria, com a caderneta de marcar em mãos, comprar pirulitos psicodélicos pra mim e prazamigas e falar que era o Charlie (ex Menudo) que tinha trazido de presente das Filipinas... Quando ia pra escola usando polainas pra proteger as canelas do frio... Luvas... E quando sonhava em ser uma grande cantora e artista, ligando o som no ultimo e usando um desodorante como microfone; eu era uma grande apresentadora de um programa de muito sucesso na Tv.
E agora to chegando nos 4.2... Talvez com alguma inocência daquela época ainda, talvez com os mesmos sentimentos daquela menina cheia de sonhos... 
Bom, pelo menos plantei uma árvore, tive filhos e escrevi livros. E apesar do corpo já meio baleado, ainda conservo uma cabeça jovem... Com alguns agravantes, claro.
Desculpem, mas minha cabeça não acompanha meu corpo. Não ainda. 
Ainda sou aquela menina cheia de ideias e sonhos juvenis. 


ANTI RESENHA


UM HOMEM MAIS VELHO - PHYLLIS HALLDORSON
(Professor and the Nanny)






ELE É IRREDUTÍVEL EM SUAS CONVICÇÕES. MAS SERÁ QUE DIANTE DELA NÃO MUDARIA DE IDEIA?
Pamela sofria em silêncio por amor ao professor Richard Thorpe, um homem mais velho que ela. Mas o sofisticado professor universitário não queria atar nenhum laço com ela. Bem, no que dependesse dela, Pamela não iria deixar que isso continuasse a acontecer. Afinal, jamais homem algum conseguira tocar seu coração de mulher sensível e inexperiente no campo do amor.
Dividir a vida entre o filho bebê e o pai doente já era desafio bastante para Richard Thorpe. Envolver-se com uma mulher incrivelmente bela, que ainda por cima era enfermeira de seu pai e babá de seu filho, era a última coisa que Richard pretendia. Entretanto, apesar de sua determinação, ele de repente sentia um impulso irresistível de ensinar a Pamela uma doce lição...

EU: Livro bom pra se devolver pro sebo correndo. E com um lembrete enorme na capa: "Não perca seu tempo lendo isso".
Bem, já no começo deparo com isso: "A porta foi aberta por um belo homem de meia idade, cujos olhos azuis a fitaram com curiosidade". Homem de meia idade? Deve ser o pai do mocinho, ne?
Não era.
Ok, murchando como aquela margarida no comercial do veneno ruim pra moscas, continuei a leitura. Não me levem a mal, mas não consigo visualizar um homem de meia idade sensualizando pra uma garota de 21 anos. Fora o choque de gerações.
E a todo momento as palavras "meia idade" continuavam no livro... Eu já tava desesperada, imaginando o camarada quase de bengala. Então aparece o filho dele: uma criança de um ano e meio. Opa! Professor e divorciado, filho pequeno e um pai de 72 anos. Pior a ex mulher, piriguete de plantão.
Muito bem, continuemos. A mocinha, no começo, parece ser ingênua o bastante pra ganhar o "Troféu Mocoronga", mas ela muda de ingênua pra coerente em segundos. Ele é inconstante: uma hora a beija, outra a repele. Uma hora a quer, na outra fica falando da meia idade, bla bla bla.
Muito tempo depois, já desesperada tentando imaginar um homem de meia idade viril, sexy, arrasador de corações, ele fala sua idade.
35 anos.
WHAT???????????  Devo agradecer ao Camillo Garcia pela boa tradução ou a Phyllis por pirar na batatinha frita? Por diversas vezes ele se condenou por ser um homem de meia idade... Por ser mais velho... 14 anos de diferença! Pergunta ao Cash Grier se isso atrapalhou a vida dele com a Tippy; pergunta aos diversos Homens do Texas da DP (ainda que alguns tivessem problemas com isso também).
E pra piorar ainda mais, a carta que a ex mulher escreve pra ele. Sério, com 12 anos eu escrevia redações que me davam nota 10 na escola. Enquanto esse ser escreve como meus filhos contavam as coisas pra mim quando tinham 5 anos de idade.
A única coisa que se salva nessa perrenga é o bom humor e sapiência do pai dele. Fim.
Passe beeeeeeem longe!


Fuçando na net pra achar a capa do livro, achei um outro livro com o mesmo nome:






Vou caçar e comparar. A capa é uh la la!!!



CONEXÃO GERARDÃO

Fotos da conferência sobre Coriolanus em fevereiro: 
KIKO, KIKO, RA RA RA!






Capa de uma revista Ucraniana: Lindo!








DIÁRIO DE UMA FUTURA EX GORDENHA


Firme e forte. Mandei passear, em 3 semanas, 600 gramas de gordura e adquiri 200 gramas de massa magra. Mantive o peso por conta do aumento de musculatura. 


Aqui as fotos da Cadimia Estação Forma, o lugar onde eu to me reformando.







As caneleiras de 2 kg cada. Cuidado com os joelhos meio detonados.






Em franca atividade. Descartem o tamanho da criatura, que tava bem pior antes. :D







Aqui a sala de Pilates.






E sério, eu chamo isso aí de câmara da tortura. Não é a cara do Vishous isso? kkkkkkkkkkkkkkkk.






E o treino 4 me deixa moída... Rapaiz!




COISAS DE DOIDA


Kit Para Sempre que ganhei no Blog Viajando Nos Livros! Muito obrigada!







 


Minha estante. Livros lidos e não lidos.




 


Esses 3 livros eu li no celular. Os Bad Boys do Futebol, da Bella Andre. Rapaiz, cuidado onde lê, viu? O negócio ali é hot, quente e pegando fogo!



 


Série Hutton da Diana Palmer, completa. Ramificada aos Homens do Texas! \o/




 


CONEXÃO GERARDÃO, AI, JOE... E UI, ALEX!


Não são as coisas mais gostosas, Brazeel???






Eu que comecei esse post tão sério... Terminei suspirando...












Bjs (*suspirando litros).











0 Marcando Presença!:

Layout por Flavinha Garota de Aquario.